You're all I need.
I know a lot about you, more than anyone can know.

Quando alguém ridicularizar sua obra e olhar-te mal, julgando-te idiota, apenas ria, toda arte é abstrata aos olhos dos tolos

Belatriz  (via versosviciados)

Não é o amor que tanto temo, é a continuidade da história, depois de muitos beijos, sorrisos, abraços, momentos bons… O que vem depois, sabe? A dor, a saudade, as lembranças e as palavras que sufocarão a cada vez que respirar.

Pra ti já fiz canções e dei sorrisos mesmo quando não merecia,
Usei mil folhas de caderno pra enxugar meu choro em forma de poesia
Na qual eu não chamei teu nome mas gritei mil vezes em sujeito oculto
Pra tentar esconder de mim o que mundo todo pode enxergar.

Klaus Wingler 

Pequeno anjo caído, se encontre comigo do outro lado do portão, aonde não haja tanta perfeição e ninguém insista em nos condenar.

Klaus Wingler 

Poesia rimada para a menina calada.

Invade minha vida e transforma meu mundo em outro lugar, quando menos espero some sem avisar e ainda se cala me privando de te escutar, me deixa apenas a lembrança da sala de estar da minha casa, onde mesmo sem falar nada e onde apenas a musica tocava e toda aquela gente dançava o meu tempo parava e tudo se tornava pouco, naqueles primeiros momentos de um ano novo, e olha que romances já tive muitos outros, mas nem de longe falo isso de todos, quem me conhece sabe, quase nunca me comovo, mas contigo estou disposto. Então para! não some, fica, odeio o som da palavra longe, pega tudo de mim, me consome, mas por favor fica até o fim, fica por mim, grita meu nome. depois grita outra vez, fica pelo menos até as seis, ou dorme aqui, sei lá, fica pra sempre, você sabe que não precisa ir, então vai, tira a roupa e me deixa contente, deita na cama, esquece tudo e não se arrepende, depois dorme comigo, descansa, acorda de dia, aqui não existe perigo só nossa esperança. Ignora o trajeto de volta e caminha pra mim em linha reta, pois você sabe que será completa se não for embora.

Klaus Wingler  (via desejavel)

A arte de não entender e aceitar pode te levar a loucura, mas um grito de agonia pode sufocar os fantasmas que moram dentro de você.

Klaus Wingler (anovamentira)

As pessoas não entendem… Eu não estou em depressão, não estou doente e não quero morrer, só quero ficar aqui no meu quarto, abraçada pelo escuro, conversando comigo mesma ate chegar a algum consenso, estou confusa, só quero morrer para o mundo social, por alguns meses, e quem sabe ressurgir mais feliz do que nunca. Só quero me perder comigo mesma, em meio a textos, poemas e versos… Me encontro no desencontro das palavras. Me deixe aqui quietinha, não de termos psicológicos, chame de férias, fotossíntese… Não sei, me deixe.

Todos os dias eu sinto a sua falta de uma forma tão agressiva.

Toxinas (via amarga-metade)

Contendo o choro

Somos chamados de atores.
Melodiando a dor
Cantores, musicistas, compositores.
Ao expressar como figura rancores
Desenhistas, pintores
E ainda há quem diga que dor não é arte?

Christie Wingler 

O artista tornou-se escravo da própria obra.

Christie Wingle  

E tudo que bebi, tudo que fiz, tudo que senti, tudo que escrevi, todas as vezes que morri, amor, ninguém vai morrer!

E tudo que te dei,  você deu a outro alguém que não te amou como eu. 

Vem!
Bagunçar e esquentar o lado esquerdo da cama e do meu peito.
Pra arrumar e amar os defeitos.
Melodiar a poesia dos meus medos.
Dar leveza em todo canto com teu canto.
Fazer brotar a fragilidade com teu pranto.
Amar sem turbulência.
Sereno embaraçar minhas palavras e meu senso.
Como um vento intenso me virar do avesso.
Assim desse teu jeito, tão acoado e tão imenso!

Christie Wingler 

De dores e amores estou imerso.

BelAtriz (via belaatriz) Christie Wingler 

Apesar de todas as minhas renuncias
Devo confessar que te senti em cada minucia.

Christie Wingler  

Certas noites;

Te joguei em vários mares, mas com a onda não voltou.
Te afoguei em diversos bares, a ressaca me ninou.
Procurei outros amores, mas de cada um senti pavor.

Sintonizei em outras rádios, mas em todas elas nossa musica tocou.
Atrasei o relógio, ainda sim as estrelas se foram e a manhã chegou.
Dormi com a lareira ligada, mas ainda sim procurei teu calor.

Vi tantos sorrisos, mas nenhum deles me encantou.
Procurei dores novas, mas nenhuma amenizou.
Te encontrei em vários versos, todos eles sobre amor.

Christie Wingler